BEBÊ LAZER MATERNIDADE

5 filmes/séries que toda gravidinha deve assistir

18 de junho de 2018

Uma das coisas que mais fiz enquanto aguardava a chegada de Tomás foi assistir séries e filmes e, cá entre nós, ainda bem que assisti a muita coisa porque hoje em dia mal consigo assistir ao telejornal.

Dessa época saudosa me recordo de algumas coisas que vi no cinema e em serviços de streaming como o Netflix, então selecionei as que gostei mais para indicar às futuras mamães. Eis meu top 5:

 

Número 5: O começo da vida (filme)

 

Esse documentário traz uma importante reflexão sobre como as crianças são educadas nos dias de hoje. Estela Renner, que dirigiu o filme, entrevistou pais das mais variadas nacionalidades, crenças e classes sociais a respeito da criação dos filhos e tudo é amarrado com depoimentos de pediatras e especialistas em educação. Com 96 minutos de duração, o filme tem lindas imagens ilustrando um rico conteúdo que captura nossa atenção do início ao fim.

“O começo da vida” já não faz mais parte do acervo do Netflix (atualmente está disponível apenas a série que leva o mesmo nome mas a qual ainda não assisti. Já o documentário encontrei para alugar no Google Play Filmes.

 

Número 4: O que esperar quando você está esperando

 

Baseado num dos maiores best-sellers norte-americanos voltados à maternidade, essa comédia romântica reúne um super elenco (Cameron Diaz, Jennifer Lopez e Rodrigo Santoro) para mostrar algumas situações comuns na gravidez. É fofo, mas prefiro o livro que, por sua vez, não saiu da minha bolsa durante a gestação toda e prometo que ainda farei uma resenha a respeito dele. Quanto ao filme, vale assistir para descontrair e relaxar!

 

 

Número 3: Friends – temporadas 8, 9 e 10

 

As três últimas temporadas de uma das minhas séries favoritas traz a gravidez de Rachel (Jennifer Aniston), o nascimento de Emma – filha dela com o personagem Ross (David Schwimmer), e os primeiros anos da bebê. A nona temporada, em especial, traz situações bem engraçadas, como o episódio em que a neurótica Rachel importuna tanto o pediatra a ponto do médico se recusar a ter Emma como paciente.

Vale muito ver e rever!

 

Número 2: Gilmore Girls

 

Sempre fui resistente em assistir a essa série quando era exibida na TV a cabo. Mas em 2016, quando o lançamento de quatro novos episódios foram anunciados pela Netflix, o burburinho nas redes sociais foi tão grande que decidi que havia chegado a hora de assisti-la. E valeu muito a pena, pois todas as sete temporadas são marcadas por uma linda relação entre mãe e filha, repleta de cumplicidade e momentos tocantes. Já os novos episódios (o especial foi batizado como “Gilmore Girls”: Um ano para recordar” ) tem um final arrebatador, simplesmente lindo lindo lindo!!!

 

 

Número 1: O bebê de Bridget Jones

 

Sou fã de Bridget Jones desde 1997, quando li o primeiro livro. Li todos os livros da série e não pude acreditar quando anunciaram que a personagem teria um bebê. Quando “O bebê de Bridget Jones” chegou aos cinemas em setembro de 2016 eu havia acabado de descobrir que estava grávida. Corri para ler o livro recém-lançado (e escrito especialmente para ser adaptado às telas) para depois curtir o filme que, infelizmente, não traz o galanteador mais irresistível das comédias românticas: Daniel Cleaver (personagem de Hugh Grant). O livro é o máximo mas o filme é melhor ainda, é minha comédia sobre gravidez favorita!

O filme pode ser assistido pelo Google Play Filmes neste link:

Plus!

 

Com personagens controversas e temática mais, digamos, alternativa, a série “Girls” não agrada qualquer um. Com seis temporadas e produzida pela HBO, ela teve seu último episódio exibido em 2017 com um roteiro que achei sensacional: A modernosa Hannah (protagonizada por Lena Dunham), que em todas as temporadas anteriores se envolveu em inúmeras aventuras amorosas e profissionais, deu à luz a um lindo bebê. Agora mãe solo, e vivendo longe de todo agito e glamour, Hannah vive seu maior drama: Grover, seu filho, está recusando mamar no seios. Como o episódio parece um curta-metragem, mesmo quem não acompanhou a série irá curtir. Recomendo para as modernosas e cabeças mais abertas!

Quem é assinante da HBO pode assistir aqui

 

You Might Also Like...

No Comments

    Leave a Reply