ESPECIALISTAS GESTAÇĀO MATERNIDADE NUTRIÇĀO SAÚDE

Alimentaçāo na gestaçāo – Segundo trimestre:

16 de abril de 2018

Passadas as primeiras semanas da gestação você pode finalmente dizer aos quatro ventos que está grávida, sem aquele frio na espinha que o primeiro trimestre da! A esta altura pode ser até que você já saiba se está esperando um menino ou uma menina (ou ambos, GÊMEOS! Coragem!)

A questão é que agora seus enjôos passaram e você está quase convencida de que deve comer por dois. Todo mundo te oferece comida o tempo todo e o seu apetite de fato melhorou. É ai, minha querida, que o perigo reside….

Durante a gestação nossas células de gordura (os adipócitos) podem multiplicar devido às alterações hormonais deste período. Ou seja, além de se encherem, se o ganho de peso for excessivo elas aumentam em quantidade (só a título de informação: não, elas não morrem após o parto….).

Então, agora que seu bebê vai de fato começar a ganhar peso, o ideal é que seu aporte de calorias seja aumentado (cerca de 300 kcal por dia nas gestantes que engravidaram com um peso saudável). Antes de cozinhar uma lata de brigadeiro, lembre-se que seu bebê precisa de nutrientes, vitaminas e minerais que são obtidos de alimentos frescos, in natura ou pouco processados.

Vou aproveitar esta brecha para introduzir um conceito aqui:  ALIMENTO ULTRA-PROCESSADOS – correspondem a produtos cuja fabricação envolve diversas etapas e técnicas de processamento e vários ingredientes, muitos deles de uso exclusivamente industrial. Exemplos incluem refrigerantes, biscoitos recheados, “salgadinhos de pacote” e “macarrão instantâneo”. Evite consumir com todas as suas forças.

 

O que você deve observar neste trimestre:

 

  • Hidratação, tente consumir mais que dois litros de água. Além do seu aporte habitual, agora o volume de sangue do bebê aumenta, assim como o líquido aminiótico.

 

  • Cuidado com o intestino preso, ele é comum na gestação e pode levar ao aparecimento de hemorróidas. Medicamentos e chás laxantes devem ser evitados. O jeito é comer mais fibras (mamão, aveia, chia, linhaça, ameixa, salada crua, etc) e água, sempre. Lembra das 300 kcal que estão sobrando agora? Usa elas aqui sô!

 

  • Álcool ainda  tá proibido, beleza?

 

  • Nesta fase você pode consumir uma xícara de café ou chá preto por dia.

 

  • Suplementar omega 3 e vitamina D pode ser interessante. Cuidado também com a anemia, algumas pesquisas mostram que se ela aparece na gestação, há maior risco de sangramentos pós parto.

 

  • Aumente o consumo de alimentos ricos em vitamina A (os amarelos), como ovos, abóbora, cenoura, manga, etc; e em vitamina C (frutas cítricas). A primeira participará da formação da visão do bebê e a segunda é importante para a formação do colágeno.

 

  • Fique atenta ao seu consumo de proteínas durante o dia, agora o bebê precisa delas.

 

  • Algumas mulheres permanecem com enjoos e vômitos nesta etapa. Se eles forem recorrentes ao longo do dia podem levar a desidratação e é aconselhável a procura por ajuda médica. Se eles acontecem uma ou duas vezes por dia, reforce a hidratação e comece a observar se há algum alimento sintomático que desencadeia a náusea.

 

Se você não iniciou o acompanhamento com um Nutricionista no primeiro trimestre, agora é a hora. Você já sabe quais os efeitos de um ganho de peso excessivo e os enjoos (assim como as dificuldades para se alimentar direito) já te deixaram em paz.

 

Carla Vaz de Lima, 33 anos, mãe da Raquel (recém nascida). Nutricionista especialista em Educaçāo Nutricional.

You Might Also Like...

No Comments

    Leave a Reply