BEBÊ ESPECIALISTAS

Importância do sono

28 de dezembro de 2018

Dormir bem é fundamental para os bebês e crianças pequenas. Muitas vezes, nós pais ficamos preocupados com outros aspectos relacionados à saúde de nossos filhos, como a alimentação, e nos esquecemos (ou até mesmo não sabemos) que o sono possui papel essencial nessa questão. Vamos então conhecer os aspectos que fazem o sono ser tão importante.

Durante o sono são liberados hormônios essenciais para o bom funcionamento do organismo. Vamos listá-los abaixo e explicar a função de cada um deles:

  • Hormônio do crescimento (GH): além de ser responsável pelo crescimento do organismo (como o próprio nome já diz), também ajuda na manutenção do tônus muscular, evita o acúmulo de gordura e a fragilidade dos ossos, proporcionando mais disposição. Na infância, cerca de 90% do hormônio do crescimento é liberado durante a fase do sono profundo e tem sua liberação interrompida no início da manhã. Então, tendo um sono de qualidade, a criança cresce e recupera as energias. 
  • Hormônio estimulador da tireoide (TSH): é responsável por controlar a atividade da glândula tireoide, que por sua vez, fabrica os hormônios T3 e T4. 

O pico de liberação do TSH ocorre no início do sono, então crianças que apresentam dificuldade em adormecer podem ter alterações na liberação do TSH, com possíveis consequências na função da tireoide. 

Sem os hormônios T3 e T4 nossa vida não seria possível. Eles estimulam o metabolismo de nossas células em todo nosso corpo, produzindo proteínas. A falta dessas proteínas podem causar cãibras, fraqueza muscular, diminuição de massa óssea e do crescimento de unhas e cabelo.

A falta do T3 e do T4 ou quantidade inadequada dos mesmos provoca lentidão física e cognitiva em nosso organismo, como diminuição do ritmo intestinal (intestino “preso”) e renal (fazemos pouco xixi), e falhas de memória e da fala.

  • Leptina: proporciona a sensação de saciedade. A produção da leptina ocorre no tecido adiposo (nossas células de gordura) e se dá durante a noite (na fase do sono profundo) e nas primeiras horas da manhã. Sua função, como já mencionamos, é controlar o apetite e aumentar o gasto energético, auxiliando no metabolismo de glicose e gorduras. Se a criança não dorme bem, a liberação de leptina pode ficar prejudicada, podendo ocorrer um aumento do apetite, que por sua vez, pode ocasionar um problema de obesidade infantil.

Agora falando da importância do sono para o aprendizado, a partir do momento em que nasce, o bebê começa a receber uma série de informações do ambiente: o rosto da mãe, a voz do pai, o latido do cachorro da família, e também vai adquirindo habilidades, como mamar, chorar, sorrir, comer, andar, brincar, etc. 

Dessa forma, o bebê vai adquirindo todas essas informações ao longo do dia, mas é durante o sono que seu cérebro as processa e as armazena.

Para entender melhor, imagine que as informações que o bebê adquiriu antes de dormir sejam como livros e, enquanto ele dorme, esses “livros” serão organizados em “prateleiras” e “estantes” em locais específicos no cérebro do bebê.

Assim, sem um sono eficiente e restaurador, algumas informações podem se perder, ocorrendo um prejuízo na memória. Existem atualmente muitas pesquisas que comprovam que a falta de sono pode provocar atrasos e dificuldades de aprendizado em crianças.

Portanto, boas noites de sono contribuem para o desenvolvimento integral dos pequenos e, por isso, devemos cuidar do sono de nossos filhos com a mesma atenção com a qual cuidamos da alimentação deles.

Fontes:  Institute of Medicine (US) Committee on Sleep Medicine and Research; Colten HR, Altevogt BM, editors. Sleep Disorders and Sleep Deprivation: An Unmet Public Health Problem. Washington (DC): National Academies Press (US); 2006. | CHENCINSKI, M. Os hormônios do sono. Guia do bebê, 2017.

 

Paula Kageyama – Consultora Materna e do Sono infantil

Instagram: @sossegodamamaeconsultoria

You Might Also Like...

No Comments

    Leave a Reply