BEBÊ CRIAÇÃO MATERNIDADE

Quem quer mamar na madrugada? Euuuuuu!

17 de outubro de 2018

Minha filha hoje está com 1 ano e 7 meses. Ela já não é mais um bebezinho e nunca foi um “bebezinho de colo”. Hoje ela pede colo mas o faz porque quer ver as coisas que estão no alto ou porque quer ‘ajudar’ a fazer o ‘obo’ (ovo) do café da manhã. Eu choro de saudades da bebezinha que ela foi e me alegro em vê-la toda independente e dona de si.

Quando ela completou 1 ano de idade, fomos àquela consulta de rotina, tradicional. A médica perguntou se ela acordava muitas vezes durante a noite para mamar. Eu relatei que ela dormia 20h30, aí acordava para a ‘mamada dos sonhos’ (sonhos bem curtos, no caso, porque duravam pouco tempo hahahaha) por volta da meia noite e depois acordava às 2h30 e às 6h15 para mamar e, muitas vezes, para acordar de verdade! #CreiInDeusPai

A médica me disse que estava errado e que eu deveria tirar as mamadas durante a madrugada, que era para oferecer água, no copo – NO COPO! Eu quase ri, aquelas gargalhadas de nervoso, sabe? Ela acrescentou que faria mal para o estômago e que existiam estudos que mostravam que a criança que mama durante a madrugada, é uma criança que poderá, futuramente, sofrer de problemas gástricos! Affff, mais essa pra minha ‘nada mole vida’!

Fui lá eu, mãezona caxias, dar água no copo para menina! Pai Eternoooooo, a criança deu um tapa no copo que só serviu para molhar o berço e ter que trocar tudo. Vamos lá! Não deu certo a primeira vez. Força! Vai dar! Segunda tentativa: levei a água na mamadeira. Quando colocou na boca e viu que não era leite, seguiu o protocolo da noite anterior: jogou longe e chorou por 1h e 30 minutos incessantes, porque eu não dei o leite. Depois disso, dormiu… soluçando!

No terceiro dia, fiz a mesma coisa. Ela começou a chorar… eu segurei um pouco… ela continuou esgoelando… eu segurei mais um pouco e depois comecei a pensar: ‘tenho que acordar daqui 3 horas, quando ela chorará novamente, quanto tempo mais ela vai chorar?’… deixei o pensamento passar e… corri na cozinha, fiz a maior mamadeira que tinha lá e dei para ela! E vivemos felizes para sempre!

Sabe o que aconteceu? Quando ela completou 1 ano e meio, ela, aos poucos, parou de acordar para a ‘mamada dos sonhos’, parou de acordar às 3h da manhã (que affff! Por Geazzzuiiisss! Ô hora macabraaaa!) e passou a acordar às 5h30 e continuar dormindo Braseeeeeeellllll (homenagem à minha amiga e sócia Mara Sandy) até as 8h! É ou não é para glorificar de pé, de joelhos, de conchinha, de ponta cabeça, de tudo quanto é jeito?

Sabe o que eu penso? Eu penso que o filho do médico é só dele, o da vizinha é só dela, o seu é só seu! Sabe onde o calo TE aperta? Então, é lá que você vai afrouxar o sapato. E só você sabe onde é! Sabe por que? Porque a criOnça é sua! Ela não vem com manual e nem um botãozinho on / off. (Tá, eu sei que você, assim como eu, queria este último botãozinho aí, mas, relaxa que tem muito mais tensão por aí mamãe!) Sendo assim, quem sabe o que é melhor para vocês duas, é quem? Vocês manoooo!

Eu vou ao médico e faço consultas periódicas porque acredito que eles são – alguns, nem todos; poucos, na verdade – competentes para diagnosticar uma doença ou receitar um medicamento; agora, quando o lance é ‘corta a mamadeira noturna’, ahhhhhhh, vem morar na minha casa vai doc! Vem aqui passar umas noites e me ajuda a fazer isso.

É como eu digo sempre: “ela vai crescer e eu vou sentir saudades de acordar nas madrugadas”. Tá… é mentira! Eu não vou sentir saudades, mas, eu vou acordar quantas vezes precisar até não precisar mais… exceto pra ver se ela está coberta, ou com frio, ou com calor, ou respirando, ou só dormindo mesmo!

 

Fabiana Paganini, a louca, desequilibrada, ‘faz-o-que-quer’, mãe da Ana Clara BBUrsa, 36 anos.

 

You Might Also Like...

No Comments

    Leave a Reply