GESTAÇĀO MATERNIDADE NUTRIÇĀO SAÚDE

Tá proibido ou não?

20 de junho de 2018

A lista de alimentos que devem ser evitados pelas gestantes é enorme e pode mudar de obstetra para obstetra mas o que de fato pode fazer mal e colocar a gestação em risco?

Vegetais e frutas cruas não higienizadas

A higienização é o processo de mergulhar os alimentos que serão consumidos crus, já lavados, em uma solução de água e hipoclorito por 20 minutos com um enxágue posterior (na proporção de 1 litro de água para uma colher de sopa de hipoclorito). Sua principal função é eliminar microorganismos que são potentes causadores de doenças. A higienização deveria ser um processo de rotina em qualquer restaurante, porém essa não é a verdade. É por isso que há a recomendação habitual de não se consumir nada cru fora de casa. Apesar da preocupação do consumo de alimentos longe do lar, se a prática de higienizar não é rotineira em casa, o risco também existe.

Carnes mal passadas

Nas carnes cruas, seja ela de frango, boi ou porcos, existem parasitas que podem desencadear doenças graves, como a toxoplasmose (que atravessa a placenta atingindo o feto). Quando a carne é cozida até ficar bem passada o parasita morre e o consumo é seguro.

Sushi/ Ceviche

Ao contrário das carnes mal passadas, os peixes não são parasitados pelo toxoplasma, então seu consumo na forma de sushis ou ceviche não apresenta riscos. Porém o peixe cru é um alimento altamente perecível e deve ser consumido apenas em locais de confiança, onde as normas de segurança alimentar são respeitadas.

Queijos de leite cru

Alguns queijos são feitos com leite previamente pasteurizados (o minas padrão, por exemplo) ou são cozidos (como a muçarela), outros são produzidos com leite cru (queijo minas frescal ou canastra). Nestes últimos, por não haver o processo que garante a segurança microbiológica do leite, a contaminação por listeria pode ocorrer. Para uma mulher fora da gestação o risco de adoecimento é mínimo, mas neste período o consumo pode ser bastante perigoso.

Queijos mofados

Os queijos mofados importados são produzidos com leite cru, então vale a mesma regra dos queijos acima. Já os queijos mofados nacionais (brie, roquefort e gorgonzola, por exemplo), possuem em sua composição leite pasteurizado. Vale privilegiar a indústria brasileira.

Ovos crus

Os ovos podem conter salmonela, um microorganismo que é bem agressivo e pode causar até a morte. Evitar ovos crus não pasteurizados é imprescindível na gestação. O ovinho quente molinho fica pra depois.

Cafeína

Seu consumo deve ser evitado durante todo o primeiro trimestre. No restante da gestação parece haver segurança no consumo de até 2 xícaras por dia. Doses maiores que isso estão relacionadas ao baixo peso do bebê.

Álcool

Ele atravessa a placenta e pode causar má formação cerebral e comprometimento cognitivo grave. Qualquer quantidade é desaconselhada.

Chás

Muitos chás podem ter ação abortiva e não devem ser usados na gestação. Em caso de dúvidas, opte apenas por chás aromáticos, como hortelã, erva doce, camomila, maçã, etc.

 

Carla Vaz de Lima, 33 anos, mãe da Raquel de 1 mês. Nutricionista especialista em Educaçāo Nutricional.

You Might Also Like...

No Comments

    Leave a Reply