casa MATERNIDADE

Tenho Objetivos Grandes e Específicos

11 de outubro de 2018

As pessoas tendem a crescer quando existe algo que as desafia. Jim Rohn uma vez disse: “O benefício mais importante de estabelecer objetivos não é atingir eles; é o que você faz e a pessoa que você se torna para atingir o seu objetivo que é o benefício de verdade”.

Donald Trump tem uma frase muito boa que eu realmente aplico na minha filosofia de vida: “Eu gosto de pensar grande. Se você já tem que pensar de qualquer modo, então pense grande”.

Quando me tornei mãe, eu tive que criar hábitos que jamais tive para que minha nova função desse certo. Tive que criar vários pequenos objetivos para que minhas metas fossem alcançadas.

Dar banho e trocar um bebê, por exemplo, é minha meta diária. Mas, diferentemente de um adulto ao tomar banho, quando podemos esquecer a toalha e sair peladão numa boa pra buscá-la no armário (talvez você sinta frio, mas não vai morrer por isso!); com um bebê, se você esquecer um item e tiver que deixá-lo sozinho, ele pode morrer, cair da banheira, se afogar, comer sabão entre outras inúmeras coisas que nem daria para enumerar.

Para que nenhum desastre ou fatalidade aconteça, eu preciso ter pequenos objetivos para que o simples ato de dar banho seja cumprido! Então, preciso separar todos os itens do banho mais a roupa, fraldas, pomada pra assaduras, tudo prontinho para que só então eu inicie o banho do meu filho.

E isso eu conquistei com o hábito! O hábito tem força e tem poder! Tive que me transformar numa pessoa organizada para que a simples tarefa de dar banho num bebê fosse cumprida com êxito!

Outro hábito que adquiri: não esquecer nenhum item na sacola do bebê, antes de sair de casa! Pois, já aconteceu de eu descer na garagem com o meu filho num braço, sacola em outro, uma gota de suor escorrendo na testa pelo esforço físico de carregar um bebê de 11 kg, mais a sacola, e depois descobrir que eu tinha esquecido alguma coisa e ter que retornar ao apartamento para buscar o tal item; e esse retorno faz toda a tralha que eu estava levando se tornar mil vezes mais pesada.

Pode parecer ridículo eu escrever sobre isso, mas para ser mãe é necessário ser organizada, ter metas bem estabelecidas e cumprir todos os seus objetivos diários.

Às vezes, posso não não alcançar as minhas metas, mas nunca me esqueço da frase do Jim Rohn que mencionei antes. O maior benefício não é atingir o seu objetivo, mas sim a pessoa que você se torna na jornada.

E posso garantir: me tornei uma pessoa bem melhor depois que me tornei mãe!

 

 

 

Mara Sartori Badin, 38 anos. Mãe do Samuel.  

 

You Might Also Like...

No Comments

    Leave a Reply